Convenção do Pilates Institute em Moscovo 2010

Mais uma convenção organizada pela London Body School em Moscovo.

 

Desta vez um evento para um número reduzido de instrutores dentro das suas novas instalações.

Moscovo… Convenção do Pilates Instituteda London Body School. Num local priveligiado, nos arredores de Moscovo, onde vivem os ricos e poderosos, Maria e Ilza (bailarina estrela do Bolshoi), têm o seu fantástico estúdio. Fica no meio do bosque, encostado a uma loja de decoração e um Beauty Center, a dois passos de um restaurante VIP onde jantamos ontem.

É um edificio de madeira e vidro, de três andares, com pequenos estúdios para sessões individuais, vestiários reservados, bar de apoio, salas para aulas de Ballet, num ambiente de bom gosto, para uma clientela que gosta de privacidade e que exige o melhor.

Na convenção,

formei junto com Kathy Corey (USA), Michael King (UK) e Malcolm Muirhead (UK) a equipa de presenters estrangeiros. Trinta e cinco instrutores puderam comparecer, num evento que foi reservado para um número reduzido, para se poder usufruir do espaço intimista que tal como para a sua clientela regular, exige selecção e tratamento VIP.

Depois do primeiro dia de convenção,

o jantar com Ilza e o seu culto e simpático marido e enteada, foi no restaurante ao lado. Depois de ser surprendida por dois carros cheios de exercito e guarda-costas que escoltavam um casal com uma criança para o restaurante, entramos, e deu para perceber que se vive um ambiente aparentemente descontraido, mas bem diferente do nosso em Portugal.

A roupa é toda de marca,

tal como o centro comercial que passamos na estrada, com o seu Spa para carros, os stands da Bentley, Ferrari, Lanborghini, Harley Davidson, e tudo o que é marca de alta costura. Para que não sobrem dúvidas, os sapatos da senhoras têm a marca e escrito Prada, e a roupa vai do super bom gosto, ao “tenho muito dinheiro, mas é tudo”, em calças colantes prateadas, com sapatos de cunha às riscas e top de leopardo…

O restaurante, no entanto é simples e muito chic. Mesas de madeira antigas, e cadeiras cada uma de seu estilo, armários do início do séc XX, vasos de plantas espalhados por todo o lado, debaixo dum toldo ao ar livre, que proteje do excesso de sol e da chuva. Junto à porta do restaurante, uma pequena banda toca um misto de Jazz, música brasileira e latina.

O trânsito de volta é insuportável.

Mesmo com uma boa rede de auto estradas, entrar e sair de Moscovo é um pesadelo, mesmo ao fim-de-semana.

Domingo, convenção, agora no lobby do hotel aguardo os outros presenters para ir-mos ao Bolshoi ver Spartacus, simpática prenda da anfritiã… Banho, jantar às 17H15, e saída para o teatro.

Até já…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *