Formação para o clube MAC em Istambul 2008

pilates na turquia

A ir dar formação de Estúdio de Pilates como formadora do Pilates Institute (Inglês)

 

a entrar num mundo de modernidade e tradição

Modernidade e tradição misturam-se em todo o lado. No modernissimo Clube MAC, (Marsathletic) a equipa de Pilates recebe com frequência formação.
Quando chego ao aeroporto após 3H de sono tenho à espera um instrutor que costuma acompanhar os formadores. O clube, situado num moderno centro comercial, com segurança à porta e raio X como no aeroporto, é um local que poderia estar em qualquer parte do mundo. Quando se entra no clube, livros, jogos e revistas enchem as prateleiras para consulta de quem se senta nos cadeirões antes ou depois do treino.
O bar tem a bandeira do Brasil, mas a comida é local, e muito boa. Na sala de cardio um DJ toca as últimas músicas que se ouvem na Turquia. As máquinas de cardio com TVs individuais misturam-se com as poltronas, campo de basquetball encostado às passadeiras, ecran gigante com videojogos, piscina, pista exterior de sky. Estúdios, salas de musculação com pesos livres e dois espaços dedicados a Pilates.
Uma sala para PT e um estúdio com todas asmáquinas para sessões de grupo. A sala zen de luz suave, tem uma cama gigante cheia de revistas onde servem chá turco antes da massagem. A massagista tailandesa é fantástica. Se por lá passarem, recomendo.
A equipa é entusiástica e gosta de aprender. Dou formação de Wunda Chair, e revejo conhecimentos. A tradução acaba por ser dividida por todos, e a linguagem gestual prima quando faltam as palavras. O que vale é que alguns gestos são internacionais. Alongar, esticar, abrir, respirar, descontrair, apoiar, centro, V suave… são gestos internacionais para os instrutores de Pilates.
3h de sono e voo para Ankara. A convenção está cheia de instrutores de aeróbica e step. As minhas sessões sobre gravidez e reabilitação incluem palavras como soalho pélvico, vagina, e uretra. Na aula de movimentos avançados dá para perceber quem tem formação de Pilates e quem está a gostar e vai querer tirar a formação. No final de cada sessão todos pedem para tirar fotos com os presenters. Os turcos são muito simpáticos, fazem lembrar os portugueses.
De volta para Istambul, mais umas horas de sono e mais um dia de formação. Os colegas de ginásio são apanhados para vir experimentar a Wunda Chair. Levam-me a almoçar comida tradicional. O pão é óptimo em todo o lado. Eu que raramente como pão, não resisto a experimentar. Carne com yogurte. Chá turco delicioso. À noite respondo aos últimos e-mails para não deixar atrasar o trabalho e preparo a aula que vou dar na Lusófona.
No dia de regresso uma das instrutoras, russa casada com um turco leva-me à rua das lojas. Almoço num restaurante delicioso, mas cheio de fumo. Lembro os dias em que os restaurantes eram assim em Portugal. Parece que já foi à anos. Não tenho nada contra as opções individuais de cada um, mas comer num espaço livre de fumo é muito mais agradável.
Aeroporto. Viagem de regresso. Paragem em Frankfurt. As 7h entre a saida e a chegada parece que não acabam. Aproveito para trabalhar no pc.
Lisboa. Casa. Cama. Amanhã é dia de bulir.
Pilates-em istambul viagem-turquia TURQUIA-016 TURQUIA2-004 TURQUIA2

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *